Em três meses, tempo de espera para requerimento de aposentadorias dobra em Blumenau

Foto: Augusto Ittner/RNR.

Passados três meses da greve dos servidores do INSS, o tempo de espera para requerimento de aposentadorias dobrou em Blumenau. O contribuinte do município pode chegar a ficar mais de um mês e meio esperando.

O problema não é causado por falta de pessoal ou outros detalhes que costumavam atrapalhar. A greve dos servidores do INSS, iniciada na metade de julho desse ano, é que vem interferindo diretamente no período de agendamento de aposentadorias. E em comparação com outros estados o tempo na Agência e Gerência de Blumenau ainda é razoável.

No dia 28 desse mês, uma reportagem da Folha de São Paulo divulgou que o tempo na capital paulista ultrapassava a marca de quatro meses, fazendo com que os requerimentos venham somente no ano de 2016. Alguns até mesmo para fevereiro do ano que vem.

Já em Blumenau, em maio, eram 25 dias de espera e em junho passou para 27. Em julho, no início da greve, o número aumentou para 40 dias e atualmente está em 49, número que deve fechar o mês de agosto no INSS. Ou seja, em comparação com maio o tempo de espera dobrou.

Na gerência, que engloba outras cidades no Vale do Itajaí, o tempo de espera é menor. Em maio eram 24 dias, em junho 26, em julho 32 e em agosto deve fechar em 39 dias de espera, ou seja, duas semanas a mais na fila.

Desde o inicio da greve, o governo e sindicato ainda não chegaram a um acordo e a população vai ter que esperar. No início de agosto, uma decisão da justiça determinou que pelo menos 60 % dos servidores das agências mantenham o atendimento.

A greve dos servidores, que começou no dia 7 de julho teve uma adesão de 70% dos trabalhadores em todo Brasil, segundo o governo. INSS não divulgou estimativa oficial. Os servidores pedem reajuste de 27% e o governo oferece 21,3% parcelado em quatro anos. O reajuste mais recente dos servidores foi de 15,8% parcelado em três anos com a último valor pago em janeiro deste ano.

O gerente do INSS de Blumenau, Lucas Segrégio Porto, não foi autorizado a gravar entrevistas a respeito do assunto, mas confirmou os dados. A tendência é de que a fila de espera para encaminhamento siga aumentando gradativamente aqui na nossa cidade com a manutenção da greve.

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”