Em dois meses, número de focos do mosquito da dengue em Blumenau supera total registrado em 2019

Foto: Ilustração

Passou de 308 o número de focos do Aedes aegypti em Blumenau, entre janeiro e fevereiro, superando o montado registrado em todo o ano passado. O mosquito é transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya. Com a cidade infestada pelo Aedes, aumenta a preocupação com a possibilidade de incidência da doença.

Por isso, a equipe de combate à dengue no município conta agora com 50 pessoas que fazem visitas diárias buscando a eliminação de depósitos que podem gerar novos focos. A coordenadora do programa, Eleandra Cassane lembra da importância da participação do cidadão para o controle de novos casos. Ela alerta que locais não percebidos no dia-a-dia, podem atrair o Aedes.

Atualmente 1.600 armadilhas são visitadas a cada 14 dias. Elas estão instaladas em pontos estratégicos. Os bairros considerados enfestados são Centro, Itoupava Seca, Velha, Vila Nova e Victor Konder. Em Blumenau, 17 casos de dengue estão em investigação. Outros cinco foram confirmados, mas todos contraídos fora do estado. Não há registro de casos de zika ou chikungunya.

Ouça:

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”