Educação abre processo para cobrar conclusão das obras no novo CEI Osvaldo Deschamps

A Secretaria Municipal de Educação – Semed informa que nesta quinta-feira, dia 25, encerrou mais uma vez o prazo para a empresa responsável pela obra do novo CEI Osvaldo Deschamps se posicionar sobre a data de entrega da instituição. De acordo com o comunicado enviado pela empresa, os trabalhos não serão concluídos em menos de 30 dias.

Considerando os atrasos reiterados para a entrega da obra da nova unidade para a comunidade, a secretária de Educação, Patrícia Lueders, decidiu instaurar processo de penalidade a ser encaminhado para a Comissão Municipal de Penalidades. A secretária explica que várias notificações foram enviadas para a empresa “Apesar de todas as notificações a empresa não cumpriu os prazos, por isso, após a conclusão do parecer da comissão, a empresa poderá ser punida com multa por não cumprir as cláusulas do contrato de licitação”, afirma.

Para melhor a atender as crianças, a Semed fará a transferência para outras unidades mais próximas e os pais também poderão optar pelas atividades não presenciais. Além disso, a Semed esclarece o ocorrido, na manhã desta quinta, em que um dos aparelhos de ar condicionado da instituição teve um curto circuito. O problema foi identificado e rapidamente a direção retirou as crianças do CEI.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e não houve a necessidade da utilização de equipamentos como o extintor ou mangueiras. “Apesar da liberação da utilização das salas pelo Corpo de Bombeiros e o reparo realizado, optamos por fazer o remanejamento das crianças para CEIs próximos”, informa Patrícia Lueders.

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”