Dia D de vacinação contra o Sarampo teve apenas 188 crianças imunizadas em Blumenau

Foto: Marcelo Martins/PMB

A baixa procura pela vacina contra o sarampo está preocupando a Prefeitura de Blumenau. Durante o dia D, que foi realizado no último sábado, 19, apenas 188 crianças que fazem parte do público alvo receberam a dose. Ao todo, 1230 crianças foram até as unidades de saúde, mas a grande maioria já havia tomado a vacina. De acordo com Coordenadora Municipal de Imunização, Bruna Storck, a procura pela imanização tem sido mais frequente entre crianças que não precisam, do que entre aquelas que ainda precisa ser vacinadas.

Desde que começou a campanha de vacinação Blumenau imunizou cerca de 1100 crianças. O que representa apenas 15% da meta estipulada pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina, que é de cerca de 7.300 menores. Ainda de acordo com Storck, os pais precisam ficar atentos pois a doença pode levar a graves complicações e até a morte.

A primeira etapa da Campanha Nacional de vacinação, que abrange o grupo das crianças termina nesta sexta-feira, dia 25. Os pais que ainda não levaram os filhos para receber a imunização devem comparecer em qualquer unidade de saúde com sala de vacina acompanhados da carteira de vacinação para receber a dose.

A próxima etapa da Campanha Nacional de Vacinação vai ocorrer entre os dias 18 e 30, quando será a vez dos jovens entre 20 a 29 anos não vacinados receberem a vacina.

 

Ouça a reportagem:

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”