Delegado Paulo Koerich assume presidência do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial

Fotos: Julio Cavalheiro/Secom SC

O delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Koerich, assumiu na manhã desta segunda-feira, 6, a presidência do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial. A transmissão do cargo ocorreu durante uma solenidade no Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis, pouco antes da coletiva do governador Carlos Moisés com as perspectivas para 2020. No modelo de Colegiado, criado pela atual gestão, cada uma das quatro instituições exerce a presidência por um ano, sem a existência da figura do secretário de Estado.

Em 2019, o cargo foi ocupado pelo comandante-geral da Polícia Militar, coronel Araújo Gomes, que passou o bastão para Koerich. Em 2021, será a vez do comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, atualmente ocupado pelo coronel Charles Alexandre Vieira, que será seguido pelo perito-geral do IGP, Giovani Eduardo Adriano.

Para Paulo Koerich, o desafio para 2020 na área da Segurança Pública será manter os índices de criminalidade em queda. Ele diz que as forças públicas seguirão atuando de maneira coordenada. “Nós vamos continuar o trabalho que foi iniciado, somando esforços para transformar Santa Catarina em um estado ainda mais seguro. Nós também vamos intensificar o uso da inteligência artificial e aprimorá-la. Dessa forma, será possível fazer previsões em relação aos índices de criminalidade e buscar coibir os crimes violentos”, afirmou Koerich.

Fonte: Secom/SC

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”