Danceteria onde adolescente foi esfaqueada é investigada pelo Ministério Público

A danceteria onde uma adolescente foi esfaqueada na madrugada do último domingo pode ser punida por descumprimento do Estatuto da Criança e do Adolescente. O Ministério Público Estadual abriu um inquérito civil para apurar as circunstâncias da briga que terminou em tentativa de homicídio. Segundo a Promotora da Infância e Juventude, Kátia Rosana Pretti Armange, chama a atenção o estabelecimento permitir a entrada de menores sem autorização.

O fato traz à discussão a dificuldade que muitos pais têm para impor limites aos filhos, principalmente aos adolescentes. Alguns culpam a legislação que teria dado vários direitos mas poucos deveres aos menores de 18 anos. Para a promotora, parte do problema está na interpretação errada do Estatuto da Criança e do Adolescente pela sociedade, que só vê os direitos e não consegue transferir os deveres.

Na madrugada de domingo, uma adolescente de 15 anos foi ferida com dois golpes de faca por outra adolescente de 14 anos, durante uma briga na danceteria Ginástico na Itoupava Central. A menor que cometeu a agressão chegou a ser detida, prestou depoimento na delegacia e foi liberada. A vítima foi encaminhada ao hospital Santo Antônio onde ficou internada até esta terça-feira, quando recebeu alta.

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”