CPI pretende denunciar Jovino e parentes por obstrução de investigação e falso testemunho

Parentes do vice-prefeito Jovino Cardoso Neto, do PSD, e um funcionário do gabinete serão denunciados por falso testemunho. A denúncia é da Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga o uso de servidor público para serviços particulares no sítio de Jovino, em horário que deveria dar expediente na Prefeitura.

Na semana passada eles teriam dito em depoimento que não tinham contato com o vice-prefeito. Mas na reunião da CPI nesta quinta-feira (16), a proprietária de um café, no Centro de Blumenau, informou que houve um encontro entre os parentes com Jovino e o advogado no estabelecimento, momentos antes dos depoimentos. O vice-prefeito também pode ser denunciado por coparticipação e tentativa de obstrução da investigação.

O advogado de Jovino Cardoso, Carlos Roberto Pereira, que também será denunciado, admite que encontrou os familiares e o vice-prefeito naquele dia, mas afirmou que Jovino teria ido ao local apenas para convencer as testemunhas a comparecerem nos depoimentos à CPI.

Além da comerciante, a irmã, o cunhado de Jovino Cardoso Neto e um carpinteiro prestaram depoimento nesta quinta-feira. A irmã e o cunhado negaram que o servidor Alexandre Pereira tenha ido à propriedade de Jovino, nos horários em que trabalha na prefeitura. Já o homem que fazia a reforma de um deck no sítio, alegou que nunca viu o servidor no local.

As reuniões da comissão acontecem sempre às terças e quintas-feiras a partir das 9 horas na Câmara de Vereadores de Blumenau.

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”