Com patrocínio no futebol, Fruki planeja crescer 50% no Estado em 2020

O Campeonato Catarinense será a vitrine principal de exposição da Bebidas Fruki. Ano passado a marca debutou no Estadual e realizou uma série de ações promocionais, o que contribuiu para que o seu faturamento por aqui crescesse 50%. Para 2020, a projeção da Fruki para Santa Catarina é novamente repetir o incremento de 50% nas vendas.

Neste ano a Fruki vai ser um dos grandes patrocinadores do Estadual e fechou contrato individual com a Associação de Clubes de Futebol Profissional de Santa Catarina (SCCLUBES).

O presidente da FCF Rubens Angelotti e o presidente da Associação de Clubes Francisco Battistotti aprovaram a iniciativa e agradeceram o gerente de Mercado SC Fernando Schneiders e da gerente de Vendas Blumenau Marisa Menegas pela parceria com o futebol de Santa Catarina.

Satisfeita com o patrocínio do campeonato, a presidente da Fruki Aline Eggers Bagatini descreve como tem sido essa experiência: “O catarinense, assim como o brasileiro, é apaixonado por futebol. Então a gente consegue se aproximar das pessoas por algo que tem um valor importante para elas. Temos tido um retorno expressivo do público, que gosta muito desse tipo de marketing. Recebemos esse retorno das pessoas principalmente pelas redes sociais”.

Ela mostra em números o crescimento da Fruki. “A nossa projeção para toda a empresa foi de um crescimento de 11% em faturamento em 2019. Para 2020, queremos repetir essa meta. Em Santa Catarina, fechamos 2019 com crescimento de 50% em faturamento e temos essa mesma projeção para 2020.”

Ouça a entrevista com o Gerente de Mercado, Fernando Schneiders.

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”