Cartão do Caminhoneiro começa a funcionar em fase de testes a partir de segunda-feira

O Cartão do Caminhoneiro, criado pela Petrobras, vai começar a funcionar, ainda em fase de testes, a partir de segunda-feira, 20. Nesse primeiro momento, em três estados: Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro. No resto do país, a previsão é que comece a funcionar no dia 25 de junho.

O anúncio da medida, que já havia sido divulgada mais cedo pela Petrobras, foi feio pelo presidente Jair Bolsonaro e o ministro das Minas e Energia, Bento Albuquerque, durante a transmissão semanal ao vivo pelo Facebook nessa quinta-feira, 16.

Esse cartão poderá ser usado por caminhoneiros autônomos e também para transportadores e embarcadores. Será um cartão pré-pago para a compra de diesel, em postos com a bandeira Petrobras nos principais corredores rodoviários do país.

De acordo com o ministro de Minas e Energia, a medida vai trazer mais segurança e facilidade aos caminhoneiros. Segundo a Petrobras, durante esse período de testes, os caminhoneiros poderão fazer um pré-cadastramento no site cartaodocaminhoneiro.com.br.

Quando o programa estiver funcionando definitivamente, será possível fazer o cadastro por aplicativo, pelo telefone ou pessoalmente, em locais ainda a serem divulgados. Com o cadastro feito, o caminhoneiro vai poder transferir valores para o cartão e fazer a conversão desses valores para litros de óleo diesel, que podem ser utilizados em até 30 dias na rede de postos Petrobras credenciada.

Por: Priscilla Mazenotti (Rádioagência Nacional)

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”