Blumenau segue abaixo da meta de vacinação contra a gripe, campanha termina nesta sexta-feira

Foto: Reprodução.

Faltando poucos dias para o fim da campanha nacional de vacinação contra a gripe, pouco mais de 74 mil pessoas que fazem parte dos grupos prioritários já foram imunizadas em Blumenau. O balanço foi divulgado nesta segunda-feira, 27, pela Secretaria Municipal de Saúde. Com o número, a cidade alcançou 66% da meta estimada para o município, que é de cerca de 111 mil pessoas. A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza se encerra na próxima sexta-feira, dia 31.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica do estado, nesta ano já foram confirmados 66 casos da doença em Santa Catarina. Blumenau é a cidade que possui o maior número de casos confirmados de gripe A no estado ao lado de Chapecó. Em 2019 já são 10 casos e uma morte confirmada pela doença no município.

 

Grupos prioritários

Quem pode tomar a vacina gratuitamente são crianças acima de seis meses e menores de seis anos; gestantes e puérperas, que são mulheres no período de até 45 dias após o parto; os idosos (acima de 60 anos); trabalhadores da saúde; os professores das escolas públicas e privadas; povos indígenas; os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

 

Horário estendido nos AG’s

Por conta da baixa procura pela vacina os sete Ambulatórios Gerais de Blumenau (Badenfurt, Fortaleza, Itoupavas, Velha, Garcia, Centro e Escola Agrícola) estão com horários estendidos até as 20h30.

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”