Blumenau descarta distribuição em massa de medicamentos como a Ivermectina

Foto: Arquivo / Agência Brasil

A Prefeitura de Blumenau descartou a distribuição em massa do medicamento Ivermectina, o que já acontece em Itajaí, como forma de prevenção ao coronavírus. Durante transmissão nesta segunda-feira, 13, o secretário Municipal de Saúde, Winnetou Krambeck, alertou para a falta de comprovação científica na eficácia do remédio.

Apesar da decisão da administração municipal, Krambeck garantiu que médicos da cidade estão livres para receitarem a Ivermectina, caso entendam que exista necessidade. O mesmo, segundo o secretário, vale para a cloroquina e outros medicamentos que possam auxiliar no tratamento da Covid-19.

Ainda durante a transmissão Winnetou Krambeck estimulou médicos e especialistas da região a iniciarem pesquisas sobre a eficácia da Ivermectina, já que há relatos de pessoas que utilizaram o medicamento durante o tratamento contra o coronavírus.

A Ivermectina é um vermífugo, usado no tratamento de infestações por parasitas, como piolho e sarna. Já a Cloroquina é usada no combate de doenças como lúpus e artrite reumatoide, mas pode ter efeitos colaterais como alterações cardiovasculares.

Ouça:

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”