Aumenta número de casos de violência doméstica e diminui a violência sexual infantil em Blumenau

Dados divulgados pelo Serviço de Atenção Integral às Pessoas em Situação de Violência Sexual (SAVS), de Blumenau, mostram que os casos de violência doméstica aumentaram de um para cerca de cinco por semana, durante este período de quarentena devido ao coronavírus.

Os casos têm sido identificados pelas unidades Estratégia Saúde da Família (ESF) e Ambulatórios Gerais (AGs) durante atendimentos de urgência e emergência que são realizados pelos profissionais de saúde, e as demandas foram encaminhadas ao SAVS. Os serviços que geralmente atendem casos de violência doméstica são os dois Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS), ambos podem ser acionados e estão atendendo em regime de plantão pelo telefone (47) 3381-6603.

No SAVS, os pacientes que sofrem violência sexual recebem acompanhamento onde são realizados diversos exames. O acompanhamento de homens, mulheres, crianças e adolescentes violentados é realizado por uma equipe multiprofissional que inclui médicos, enfermeiras, psicólogas e assistente social.

Casos de Violência Sexual Infantil

Nesse período houve também a redução de casos de violência sexual infantil registrados contra crianças e adolescentes. A coordenadora do SAVS, Simone Rodrigues, avalia que o que pode estar ocorrendo é que diante do período de quarentena, a presença dos membros da família em casa esteja inibindo a ação daquelas pessoas que violentam crianças e adolescentes. Segundo ela, outro motivo pode ser a suspensão das atividades escolares, onde muitas vezes os educadores conseguem identificar alguns casos.

As unidades dos Conselhos Tutelares estão fechadas, mas os conselheiros estarão atendendo pelo telefone de plantão (47) 9.9977-9866 e denúncias podem ser feitas também pelo Disque 100 ou 180.

Fonte: Assessoria PMB

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”