Assalto a cooperativa em Gaspar termina com suspeito morto e mais três detidos

Um dos suspeitos foi detido pela polícia na noite desta quarta-feira. Foto: PM/Divulgação

A Polícia Militar, em conjunto com a Polícia Civil, prendeu três suspeitos e um foi morto durante troca de tiros após um assalto na cooperativa de crédito Viacredi, no Bairro Poço Grande, em Gaspar. A agência fica na Rodovia Jorge Lacerda, próximo a Bunge.

Segundo a PM, os quatro homens estavam armados e deram tiros para invadir o estabelecimento por volta das 10h30min desta quarta-feira. Após roubar dinheiro, a quadrilha fugiu em duas motos e depois entrou em um carro para escapar sentido centro de Gaspar. A PM fechou uma barreira na Rua Itajaí e conseguiu interceptar os ladrões.

Os suspeitos se dividiram e fugiram a pé. Houve troca de tiros entre os assaltantes e os policiais civis e militares. O suspeito Rafael Vieira Rocha de Araújo, 20 anos, foi baleado e morreu. Já Diego Ferreira Cerqueira, 24 anos, foi atingido no ombro e no braço e foi encaminhado ao hospital. A polícia recuperou todo o dinheiro roubado, além de encontrar uma arma dentro do carro dos bandidos e as duas motos usadas no assalto, uma delas com registro de furto em Blumenau.

Outros dois suspeitos que conseguiram fugir foram encontrados à noite. Por volta das 19h houve uma denúncia de populares sobre um homem que estaria pedindo roupas nas casas da Rua Itajaí. A PM identificou Felipe Albuquerque Ribeiro, 22 anos, conhecido por “Paulista”, que teria participado do roubo e estava com duas armas usadas no crime.

Duas horas e meia depois foi preso Diego Costa, 23 anos, que foi visto por populares saindo de um matagal nas imediações do hospital de Gaspar. Antes de ser preso, o suspeito teria tentado fugir da polícia, foi baleado nas pernas e teve que ser encaminhado ao hospital.

Ouça: Delegado Paulo Koerich fala sobre o trabalho realizado pela polícia.

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”