Apontado como mentor do assassinato de Maria Rosângela Muniz é absolvido do crime de homicídio

O julgamento de Elias Schroeder, 52 anos, durou 21 horas e terminou com a absolvição do réu do crime de homicídio. O júri popular, formado por sete pessoas, decidiu, por 4 a 3, que o suspeito de ter planejado a morte da namorada e gerente da cooperativa de saúde, Maria Rosângela Muniz, não cometeu o crime de homicídio.

A pena de Schroeder será de um ano de reclusão por ocultação de cadáver, que foi revertida em prestação de pecuniária fixada em cinco salários mínimos. O julgamento terminou por volta das 6h desta quinta-feira e o início foi às 9h do dia anterior.

Os outros dois acusados pelo assassinato, ocorrido em 2011, foram condenados por homicídio. As penas foram de 23 anos de reclusão para Edemir Pelin e a 26 anos e 11 meses para Vanessa Nardes.

 

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”