Agentes penitenciários são suspeitos de cobrar propina em troca de regalias no Presídio de Blumenau

Os agentes prisionais detidos nesta terça-feira em uma operação contra a corrupção no Presídio Regional de Blumenau foram transferidos para Florianópolis. Ao todo, 12 agentes foram presos, além do diretor do presídio Elenilton Ferreira Fernandes.

O esquema de corrupção começou a ser investigado pelo Ministério Público de Blumenau. Segundo o procurador Flávio Duarte, as investigações indicam o pagamento de propina para regalias. Os preços partiam de R$ 100,00 para entrada de celulares e  poderiam chegar até R$ 10 mil para trabalho externo e outros benefícios. Segundo o promotor, 89 presos estavam em regalia de forma irregular.

A operação, denominada de regalia, foi deflagrada após quatro meses de investigação e o promotor Flávio Duarte acredita que o esquema tenha ligação com algumas fugas registradas na unidade. Além dos agentes prisionais e o diretor do presídio, detentos, parentes de detentos e empresários também foram detidos.

Dos 39 mandados de prisão, 37 foram cumpridos. Um agente está foragido e outro ficou de se apresentar na capital. As prisões também foram realizadas em outras nove cidades da região e do litoral.

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”